Gravidez ectópica - Saiba o que é e como tratar?

Um dos sintomas de gravidez ectópica são as fortes dores abdominais

Mulher deitada em uma cama com forte dores abdominais e triste sentindo sintomas de gravidez ectópica
Reprodução / Freepik

A gravidez ectópica é uma condição anormal de gestação, onde o óvulo ao invés de se prender no lado interno do útero, ele se fixa em algum lugar do lado de fora.

Sendo assim, pode acontecer tanto no ovário como no colo do útero, na cavidade abdominal, no ligamento largo ou ainda entre as tubas uterinas.

Após ser diagnosticada, esta gravidez não pode prosseguir normalmente, uma vez que o óvulo fertilizado não sobrevive e o feto pode destruir várias estruturas maternas até achar um local para se fixar. Caso não seja tratada, a gestação pode ser fatal.

Sintomas da gravidez ectópica

Os sinais deste problema começam a aparecer entre o 6° e 8° semanas de gestação.

Os sintomas são semelhantes a de uma gravidez normal, por isso eles confundem muitas mulheres. Confira abaixo lista com os principais sintomas:

  1. Sangramento vaginal irregular, mesmo após a última menstruação;
  2. Forte dor à palpação do útero;
  3. Abdômen inchado;
  4. Dor ou desconforto abdominal;
  5. Dor durante o contato íntimo ou exame pélvico;
  6. Transpiração, tontura ou sensação de desmaio;
  7. Desmaio em consequência de grave hemorragia interna;
  8. Diarreia ou sangue nas fezes;
  9. Dor no ombro, caso a hemorragia irrite outros órgãos como o diafragma.

O que pode provocar ?

Qualquer mulher tem um certo risco de ter gravidez ectópica, contudo alguns fatores contribuem ainda mais para o surgimento do problema.

O uso incorreto do DIU (Dispositivo Intrauterino), doenças inflamatórias pélvicas, endometriose ou danos nas tubas uterinas são alguns dos fatores que levam a uma gestação ectópica.

Cigarro quebrado ao meio em um fundo branco
O tabagismo também pode levar a uma gravidez ectópica

Outras causas da gravidez ectópica são o tabagismo, uma gestação do mesmo tipo anteriormente, fatores hormonais, anormalidades genéticas.

Existem ainda fatores de risco que aumentam as possibilidades de uma gravidez de risco, como por exemplo, uma gestação acima de 35 anos de idade.

Um histórico de cirurgia abdominal ou até mesmo uma gravidez por meio de medicamentos para fertilidade são outras questões que aumentam o riscos de uma gestação.

Qual o melhor tratamento para uma gravidez ectópica?

O tratamento de uma gravidez ectópica envolve a retirada do embrião por meio de cirurgias ou de medicamentos que repare a trompa danificada.

Para saber se é possível engravidar novamente após uma gravidez ectópica, o ideal é se informar com o médico que está te acompanhando. Portanto, ele é a pessoa mais indicada para fazer orientações sobre o seu estado clínico.

Oi, mamães! Já sabiam o que era gravidez ectópica, seus sintomas e riscos? Não? Então, compartilhe nosso conteúdo a fim de que outras pessoas possam se informar sobre este problema.

Referências:

https://www.minhavida.com.br/saude/temas/gravidez-ectopica
https://bebe.abril.com.br/blog/fertilidade-em-alta/gravidez-ectopica-sintomas-causas-tratamento/
https://www.tuasaude.com/sintomas-de-gravidez-ectopica/
https://www.pampers.com.br/gravidez/gravidez-saudavel/artigo/gravidez-ectopia-causas-sintomas-e-riscos

0 Gostei
0 Não gostei

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *