Confira 12 doenças na gravidez mais comuns

Realizar o pré-natal é essencial para evitar o surgimento de doenças na gravidez

Mamãe colocando um estesioscópico na barriga

O momento em que o teste de gravidez apresenta o resultado positivo é uma verdadeira festa, finalmente o tão esperado bebê está a caminho. Mas, há casos em que a gestação complicada, para isso é importante o acompanhamento pré-natal para evitar o surgimento de doenças na gravidez.

Abaixo, listamos algumas doenças na gravidez perigosas para a mamãe e o bebê. Elas podem, em alguns casos, serem prevenidas por meio de vacinas, alimentação equilibrada e exercícios físicos.

Doença Periodontal

A doença periodontal consiste em uma inflamação na gengiva que, no caso de mulheres grávidas, possuem como causa as mudanças hormonais, tendência individual e falta de higiene oral. Seus sintomas incluem inchaço na gengiva, sangramento, mau cheiro e até perda de dentes.

As consequências da doença são parto prematuro e baixo peso da criança. Dessa forma, é importante realizar o pré-natal a fim de impedir desconfortos, além de garantir um parto planejado. E consequentemente, mais seguro para o bebê.

Rubéola

A rubéola é uma doença que pode ser evitada com aplicação de vacina. Além do aborto espontâneo, a doença pode ocasionar malformações na criança.

Como não possui tratamento, a melhor forma de se prevenir é por meio de vacinas, já que a doença é contagiosa.

Toxoplasmose

A doença é causada por parasitas presentes em água e alimentos contaminados e nas fezes de gatos infectados.

Quem já pegou a toxoplasmose se torna imune, o que diminui a incidência durante a gestação. Alguns dos principais sintomas da doença são dores de cabeça, febre, ínguas inflamadas e mal-estar.

Citomegalovírus

A doença é transmitida pelo contato de secreção de uma pessoa contaminada, o que inclui a secreção vaginal, sangue, saliva e até lágrimas.

Normalmente, o citomegalovírus não acarreta muitos riscos para a mulher grávida que contraiu a doença anteriormente. No entanto, para aquelas que nunca tiveram contato com a doença, os riscos são grandes.

Médica consultando uma grávida em um consultório
Faça o pré-natal regularmente para prevenir o aparecimento de algumas doenças
Imagem: Freepik

Aids

A AIDS, Síndrome da Imunodeficiência Adquirida, é uma doença causada pelo vírus HIV, Vírus da Imunodeficiência Humana, que ataca a imunidade.

A AIDS enfraquece o sistema imunológico e assim facilita o aparecimento de outras doenças.

Sífilis

A sífilis é uma DST, ou seja, doença sexualmente transmissível.

Nos últimos anos sua incidência tem aumentado, principalmente no número de recém-nascidos que possui a sífilis congênita que pode desencadear microcefalia, alterações ósseas e cegueira.

Há também casos de fetos que não sobrevivem resultando em aborto espontâneo ou bebê natimorto.

Zika

A zika é uma doença consideravelmente nova e que não apresenta muitas consequências, comparada as outras doenças causadas pelo Aedes aegypti. Porém quando se trata de uma gestante, os riscos para o bebê são graves.

Estudos recentes afirmam que o vírus da doença está relacionado aos casos de microcefalia. Mas, vale relembrar que nem todas que adquiriram a enfermidade na gravidez terão uma criança com alteração cerebral. Estes casos são raros.

Mosquito sugando sangue da pele
Mamães, tomem cuidado com este mosquito!

Pré-eclâmpsia

A doença na gravidez consiste na má formação dos vasos sanguíneos, da placenta e está vinculada a hipertensão. A pré-eclâmpsia possui como sintomas a pressão alta, urina com espuma e ganho de peso repentino.

A doença é comum em mulheres hipertensas, obesas e diabéticas acima de 35 anos e em gravidez múltipla.

Diabetes gestacional

A diabetes gestacional ocorre devido aos hormônios produzidos pela placenta que inibem a ação da insulina ou diminuem sua eficácia.

Os hormônios aumentam o teor de glicose no sangue da futura mamãe. Além disso, desencadeiam sintomas, como por exemplo o aumento da vontade de urinar, sede, fome e visão turva.

Infecção Urinária

A infecção urinária é comum na vida das mulheres. Porém durante a gravidez se torna mais perigosa, devido à propensão de um parto prematuro.

Anemia

A anemia é comum no início da gestação, porém como toda doença na gravidez deve ser tratada o mais rápido possível.

Inicialmente, a doença não acomete mal nenhum à criança. No entanto, ao se agravar, resulta em problemas na formação do sistema nervoso e cardiovascular do bebê.

Hipertireoidismo ou Hipotireoidismo

Assim que a mulher descobre que está grávida precisa realizar diversos exames, dentre eles, o hemograma completo. Por meio do exame, é possível verificar se houve mudança nos níveis de TSH (hormônio da tireoide).

Se o organismo passar a produzir mais TSH, a gestante pode estar com hipertireoidismo. Caso ocorra o contrário, é provável que a mulher esteja com hipotireoidismo. Ambos se não tratados, podem resultar em aborto espontâneo.

Ao ler este artigo algumas mulheres podem ficar amedrontadas, ainda mais por se tratar de doenças na gravidez. Entretanto, o acesso a informações de qualidade pode ajudar as mamães a cuidarem da saúde e prevenirem sua vida e da criança.

Gostou do nosso conteúdo? Então, compartilha com as mamães e futuras mamães que você conhece! Ah, e não se esqueça de nos seguir nas redes sociais.


1 Gostei
0 Não gostei

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *