Veja como deve ser a alimentação do bebê de 1 ano

alimentação_bebê_de_1_ano

A inclusão de ingredientes diferentes na alimentação do bebê de 1 ano ajuda no crescimento dele

Seu bebê completou 1 ano e muitas mudanças aconteceram no desenvolvimento dele, inclusive na alimentação. Nessa etapa, a papinha de bebê começa a perder espaço e o pequeno pode compartilhar as mesmas refeições da família. Porém, algumas adaptações são necessárias e várias dúvidas surgem por isso.

Primeiramente, uma das preocupações das mamães é com as recusas de alimentos pelos bebês. Por exemplo: um dia o filho amava certo ingrediente, mas no outro passou a não comê-lo mais. Contudo, essas inconstâncias são comuns quando os pequenos completam um ano. Às vezes, eles também costumam ficar tão interessados em descobrir diversas coisas ao mesmo tempo que “esquecem” de comer. A dica é insistir (em dias diferentes) a introdução daquela comida na alimentação do bebê.

Além disso, outro fato que causam aflições nas mães é pelo aparente emagrecimento do filho. No entanto, isso acontece pela perda das “gordurinhas” de bebê. A partir do primeiro ano de vida, a criança ganhará de 1,5 a 3 quilos por ano. Portanto, é normal o crescimento ser um pouco mais lento do que nos primeiros meses.

Porém, assim como durante a introdução alimento, a alimentação saudável para bebês de 1 ano deve continuar como o foco. Para ajudar as mamães nessa etapa, separamos quais alimentos não podem faltar nas refeições dos pequenos.

Peixe na alimentação do bebê de 1 ano

Os peixes são ricos em Ômega 3 que auxilia no desenvolvimento do cérebro do bebê. Ademais, contém vitamina B, que contribui com o sistema nervoso, ferro, que evita anemias e potássio, que melhora o metabolismo.

Contudo, muito cuidado na hora de tirar as espinhas! Para tornar essa tarefa mais fácil, o recomendado é utilizar os filés e peixes como salmão e atum.

Alimentação com muita vitamina A

A vitamina A é essencial para essa fase da vida do seu filho. Ela ajudará na divisão celular e, consequentemente, no crescimento dele. Assim, para não deixar essa substância tão importante fora da alimentação do bebê de 1 ano, aposte em frutas como manga e mamão, além de legumes como cenoura, espinafre e abóbora.

Cenouras na alimentação do bebê de 1 ano

Inclua cereais na rotina alimentar do bebê de 1 ano

O arroz, o cereal mais conhecido, é presença constante nas refeições brasileiras. Contudo, outros tipos de cereais, como a aveia, trigo e milho também são muito benéficos à saúde e devem ser incluídos na alimentação do bebê de um ano.

Alguns dos benefícios desses grãos: possuem fibras e melhoram o funcionamento do intestino, auxiliam no aumento do colesterol bom (HDL) e na redução do ruim (LDL), fortalecem os ossos e combatem a anemia, entre outras vantagens.

Acrescente ovos nas refeições dos bebês com 1 ano

Pesquisas mostraram que bebês que comem ovos têm menos chances de ficarem abaixo do peso e de desenvolverem raquitismo. Por isso, não se esqueça desse ingrediente na alimentação do seu filho.

Mais do que isso, a alta quantidade de proteínas e de vitamina B12 auxilia no desenvolvimento cognitivo. Já o ácido graxo DHA ajuda na manutenção da saúde dos olhos.

Ovos na alimentação do bebê de 1 ano

Açúcar continua fora da alimentação do bebê de 1 ano

Apesar de ter completado 1 ano de vida, ainda não é recomendado que o bebê consuma açúcar. Então, nada de incluir esse ingredientes nas papinha de frutas, sucos ou leite. Assim como açúcar, o sal também deve ser evitado. Para substituí-los, aposte nos temperos naturais como cravo, canela, cebola, alho, salsinha e manjericão, por exemplo.

O leite continua na alimentação

O aleitamento materno deve ser exclusivo até os 6 meses do bebê. No entanto, mesmo após a introdução alimentar e o primeiro aniversário, a Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda que a amamentação continue. Ela deve durar até os 2 anos ou mais. Com isso, não esqueça do leite materno na alimentação do seu pequeno.

Sempre que tiver alguma dúvida sobre a alimentação do seu pequeno, pergunte ao pediatra ou nutricionista. É importante lembrar que cada bebê possui um organismo e pode reagir diferentemente a cada alimento. Portanto, os profissionais que acompanham o desenvolvimento do seu filho saberão o que é melhor para incluir no cardápio dele.

Tem mais alguma dica sobre a alimentação de bebês com 1 ano? Então, nos conte aqui nos comentários. Também não se esqueça de seguir nossas redes sociais e ficar por dentro de tudo sobre maternidade.


0 Gostei
0 Não gostei

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *