Alimentação na gravidez: os minerais mais importantes

Minerais na alimentação na gravidez

Assim como os outros nutrientes, os minerais também devem estar presentes na alimentação na gravidez

A alimentação na gravidez deve ser rica em diversos nutrientes. Contudo, alguns deles costumam ser esquecidos. É o caso dos minerais. Assim como as vitaminas, eles são de grande importância no bom funcionamento do organismo da gestante e no desenvolvimento do bebê. 

Por isso, para ajudar as futuras mamães, criamos uma lista com os minerais que são fundamentais para uma boa gravidez e mostramos em quais alimentos encontrá-los. 

Brócolis possuem altas quantidades de ferro

Ferro

O ferro é o mineral que compõe a hemoglobina, a célula do sangue. Por isso, a sua função é ajudar no transporte de nutrientes e oxigênio (por meio do sangue) para o bebê.

Isso acarreta em uma maior necessidade do organismo da mulher em produzir sangue e, consequentemente, mais quantidade de ferro. Caso exista a deficiência desse mineral, surge a anemia, uma doença bastante comum nas grávidas

Então é importante ter no cardápio os seguintes alimentos ricos em ferro: brócolis, couve, beterraba, espinafre, feijão, carne vermelha, maxixe, ervilha, lentilha, grão-de-bico e peixes. 

Cálcio

O cálcio é muito conhecido por fortalecer os ossos. Durante a gravidez, além de ter essa função no organismo da mulher, esse mineral também irá ajudar na formação óssea e dos futuros dentes do bebê.

Todavia, o cálcio também atua na contração das fibras musculares e na coagulação sanguínea. Caso a necessidade maior de cálcio não seja sanada, a grávida costuma ter cãimbras e risco de osteoporose. 

Portanto, consuma leite e derivados, amêndoas, acelga, agrião, manjericão, feijão branco, gergelim, ameixas, brócolis, chia, quinoa, uva passa e nozes.

Zinco

O zinco possui diversas funções no organismo: melhora a imunidade, o funcionamento do sistema nervoso, no crescimento e até no sistema reprodutor. A deficiência desse mineral na gravidez causa atraso no crescimento fetal e baixo peso ao nascer. 

Você consegue consumir esse nutriente por meio do frango, do peru, das sementes de abóbora, da amêndoa, do amendoim e do feijão. 

Magnésio

O magnésio atua juntamente com o cálcio na formação dos ossos. Ademais, tem função no desenvolvimento dos tecidos e no controle do nível de insulina no sangue, sendo um auxílio na prevenção da diabetes gestacional

O mineral está presente na banana prata, no espinafre, na aveia, na linhaça, na castanha-do-pará e na castanha-de-caju.

Alimentação na gravidez com acelgas
Acelgas são ricas em cobre, um mineral que oferece benefícios ao coração

Cobre

O cobre é essencial para a saúde cardíaca da mãe e do bebê. Ele atua nas artérias, nos vasos sanguíneos e no sistema nervoso central. Para completar a lista de benefícios, o mineral junto com a vitamina C ajudam no fortalecimento do sistema imunológico. 

Então, consuma farinha de soja, cacau em pó, carne bovina, brócolis, arroz, ovos, rabanete, alcachofra, ervilha, cogumelo e até no chocolate. 

Iodo

O iodo é fundamental para a produção dos hormônios da tireoide, que atuam no funcionamento de diversos órgãos.

A falta do mineral pode ocasionar danos graves no feto como pouco desenvolvimento cerebral, QI baixo e até aborto.

Suplementação na alimentação na gravidez

Existem comprimidos de suplementação de alguns dos minerais mencionados, como o ferro e o cálcio. Apesar de parecem inofensivos e de contribuírem com a alimentação na gravidez, é preciso ter cuidado com o consumo deles. 

O excesso de alguns nutrientes pode causar alguns danos à saúde da grávida e do bebê. Por isso, é importante sempre ter a orientação médica antes de ingerir qualquer tipo de medicamento ou suplemento nutricional.

Por fim, conte se ficou alguma dúvida sobre esse assunto. Também compartilhe nosso conteúdo com as amigas que estão grávidas. 

2 Gostei
0 Não gostei

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *