Veja como ter uma alimentação saudável no pós-parto

Woman's hands with Caesar salad on table in restaurant

A alimentação saudável ajudará o organismo da mulher a se recuperar da gravidez e a lidar com a amamentação

Ter uma alimentação saudável é muito recomendado na gravidez. Porém, os bons hábitos alimentares devem se manter no pós-parto. Isso porque o organismo da mulher precisa se recuperar das mudanças ocorridas durante a gestação.  

Além disso, os nutrientes ingeridos serão repassados ao bebê por meio da amamentação. Também será preciso que a nova mãe se previna de doenças e tenha energia para cuidar do filho.

Por isso, o recomendado é que sejam ingeridas mais 400 calorias diárias do que o normal (a média é de 2 mil calorias diárias para mulheres). Outra orientação é se alimentar a cada três horas, mas com porções pequenas. 

Então, para deixar o pós-parto mais tranquilo no quesito alimentação, separamos algumas dicas sobre o assunto. 

Água

A primeira dica é simples: beba muita água. Amamentar irá dar sede porque a água é um dos “ingredientes” do leite materno.

Assim, tenha sempre um copo de água ao lado enquanto alimenta seu bebê.

Cálcio

Um dos nutrientes mais importante para a produção do leite materno é o cálcio. Afinal, ele é um dos componentes do leite. 

Portanto, aposte no brócolis, sardinha, espinafre, soja, linhaça, aveia, agrião, nozes e ameixa.

Alimentação saudável no pós-parto com lentilhas
Lentilhas ajudam na recuperação do parto cesária

Alimentação saudável para a recuperação da cesárea

Mulheres que ganharam seus bebês por meio de cesárea deverão ter mais atenção sobre seus hábitos alimentares.

O motivo está na necessidade de ingerir ferro, para amenizar a perda sanguínea no parto e evitar anemia. Desse modo, é preciso ter no cardápio os seguintes alimentos: carnes vermelhas, beterraba, brócolis, couve e ovos.

Outro nutriente necessário é o colágeno, que ajudará na cicatrização da cirurgia. Os alimentos que auxiliam na produção dele são a linhaça, laranja, limão, rúcula, alho e lentilhas.

Existem no mercado alguns suplementos de colágeno. Contudo, não é recomendado ingerir nenhum deles ou medicamentos sem a orientação médica.

Alimentação materna para evitar as cólicas do bebê

No pós-parto, há a preocupação sobre quais os alimentos que a mãe consome que poderão causar cólicas no bebê, pois, como dito anteriormente, os nutrientes são repassados pela amamentação.

Entretanto, essa é uma situação que varia em cada caso. O importante é fazer “testes”, ou seja, perceber se seu filho teve mais cólica depois que você comeu algo específico. Vale lembrar ainda que as cólicas do bebê nem sempre são causadas pela alimentação materna.

Todavia, alguns alimentos que provocam gases na mãe também poderão causar no bebê e piorar as dores. São eles: feijão, cebola, repolho, chocolate e leite de vaca.

Assim como com as cólicas, alergias alimentares também variam em cada bebê. Caso você perceba reações alérgicas no seu pequeno, procure ajuda médica.

Alimentos para amenizar a queda de cabelo

Alimentação saudável no pós-parto com cenouras
Cenouras fortalecem o cabelo e amenizam a queda no pós-parto

Um dos problemas enfrentados pelas mulheres no pós-parto é a queda de cabelo. Isso acontece por conta da diminuição de alguns hormônios que estavam com alta concentração durante a gravidez.

Para lidar melhor com esse desconforto, o ideal é consumir alimentos ricos em ferro, proteínas, vitamina A e zinco. Além desses, a cenoura, a castanha do pará, carnes, iogurte e ovos também fortalecem os cabelos.

Triptofano para cuidar da saúde mental

O pós-parto é um momento de diversas mudanças na vida da mulher. Medo, ansiedade e outras pressões podem deixar o período após o nascimento mais difícil e até acarretar na depressão pós-parto.

Contudo, manter uma alimentação saudável também ajudará na saúde mental. O triptofano, por exemplo, ajuda a controlar a ansiedade e melhora o humor. É possível encontrá-lo na banana, no abacate, na aveia e nas amêndoas.

Por fim, é importante ressaltar que as orientações do seu médico e/ou nutricionista são fundamentais. Caso tenha alguma dificuldade ou problema de saúde, procure a ajuda do especialista.

Também não é recomendado fazer as chamadas “dietas da moda”, como a que restringe a alimentação apenas a sopas ou corta carboidratos. Elas poderão gerar um quadro de desnutrição.

Agora, nos diga o que achou do nosso conteúdo. Também nos siga nas redes sociais para ficar por dentro de tudo do mundo da maternidade. 

0 Gostei
0 Não gostei

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *