Alimentação saudável: o que comer no segundo mês de gravidez

chá_de_gravidez_alimentação_saudável_segundo_mês_de_gravidez

Muitas transformações ocorrem nessa fase e uma alimentação saudável é a responsável para que tudo se desenvolva bem

O segundo mês de gravidez é cheio de transformações. Primeiro, é nessa época que muitas mulheres sentem os sintomas e descobrem a gestação. Já o “bebê” cresce de 1 cm para 17 cm e deixa de ser um zigoto e passa a ser chamado de  embrião. Por isso, manter uma alimentação saudável é essencial para que tudo corra bem.

Afinal, também é no segundo mês que o coração do embrião começa a funcionar de fato e tem-se o início da circulação sanguínea. Além disso, os olhos, pés, mãos, dedos e ossos da face surgem. Outra novidade é o aparecimento do cordão umbilical, que reforça ainda mais a necessidade da ingestão de nutrientes pela mãe, os quais serão transmitidos ao bebê. 

Assim como no primeiro mês de gestação, o ferro e o ácido fólico devem continuar presentes na alimentação da futura mamãe. Eles irão auxiliar no desenvolvimento do sistema nervoso do bebê e evitarão anemias.

No entanto, além desses nutrientes, outros deverão ser incrementados no cardápio.

Muitas frutas para uma alimentação saudável

Nesse período gestacional as mulheres enfrentam a prisão de ventre. Portanto, a principal dica é ingerir muitas fibras. Com isso, aposte nas frutas! Mais do que as fibras, elas também possuem diversos outros nutrientes.

A variedade também é grande: maçã, abacate, pera, ameixa, morango, banana, framboesa e kiwi, por exemplo.

Outros grandes aliados são a laranja e o limão que, ricos em vitamina C, auxiliam na absorção do ferro. 

Ameixas na alimentação saudável no segundo mês de gravidez
Ameixas são frutas que podem compor o cardápio de uma gestante

Não se esqueça do magnésio

O rápido crescimento do bebê no segundo mês de gestação exige muito magnésio. Esse nutriente é o responsável pelo auxílio no desenvolvimento de tecidos e ossos no corpo.

Dessa forma, inclua nas refeições aveia, amendoim, sementes de linhaça, sementes de abóbora, espinafre, amêndoas e banana prata.

E quando os enjoos atrapalharem a alimentação?

Uma dica para que os enjoos não interfiram na alimentação e na consequente obtenção de nutrientes é comer pouco, mas com frequência. Dessa maneira, o ideal é consumir pequenas porções de três em três horas.

Ademais, chá de gengibre, água gelada e suco de limão também podem evitar as náuseas.

Contudo, um sinal de alerta é quando os enjoos ocorrem mais de três vezes ao dia. Isso indica hiperêmese gravídica, uma complicação que pode causar desidratação na gestante. Por isso, sempre avise o seu médico sobre todos os seus sintomas.

Fique longe da cafeína

Café não pode estar na alimentação saudável da gravidez
Uma alimentação saudável na gravidez não possui cafeína

A cafeína em excesso pode atrapalhar o desenvolvimento do bebê. Em razão disso, uma alimentação saudável no segundo mês de gravidez não pode conter chá mate, refrigerantes e café.

O que achou do nosso conteúdo? Conte para nós aqui embaixo. Também nos siga nas redes sociais e receba mais dicas sobre maternidade.

0 Gostei
0 Não gostei

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *