Amamentação: os alimentos proibidos paras as mães nessa fase

Portrait of a young smiling attractive woman breastfeeding a child, holding on her hands, sitting, looking at the camera. New born, bonding concept photo

Durante a amamentação, as mães precisam ter cuidado com o que consomem, pois as substâncias são passadas para o bebê pelo leite

Assim como na gravidez, na amamentação o bebê também recebe todos os nutrientes e substâncias que a mãe consome, mas, dessa vez, por meio do leite materno. Por isso, é importante que a mãe se mantenha atenta a sua alimentação.

Afinal, o organismo do bebê, principalmente o intestino, ainda está imaturo. Então, o pequeno é mais propenso a ter alergias, irritações e outros problemas de saúde causados por uma alimentação ruim.

Dessa forma, criamos uma lista com os principais alimentos e ingredientes que as mamães devem evitar no período em que amamentam seus filhos. Confira:

Álcool

O álcool é proibido na amamentação da mesma forma que era durante a gravidez. O motivo é o fato de que suas partículas precisarão ser metabolizadas pelo organismo do bebê. Isso pode causar danos neurológicos, além de sonolência e perda de apetite, o que pode prejudicar o ganho de peso e desenvolvimento da criança. 

Além disso, o álcool dificulta a absorção de alguns nutrientes pelo corpo da mãe. Assim, o leite materno pode ficar um pouco menos saudável. 

Cerveja preta

A amamentação é rodeada de mitos. Um deles fala que ingerir cerveja preta ajuda na produção de leite. Contudo, assim como outros bebidas alcóolicas são proibidas, esse tipo de cerveja também é.

O que ajuda na produção de leite é a hidratação com muita água e a sucção do bebê. 

Alimentos proibidos na amamentação - cafeína
Cafés e chás atrapalham o sono do bebê

Sem cafeína na amamentação

O café, os refrigerantes de cola, os energéticos, o chá preto, o chá verde e o chá mate possuem cafeína. Essa substância não é totalmente proibida, mas deve ser evitada durante a amamentação.

Afinal, a cafeína pode deixar o bebê irritado e com dificuldade para dormir. Por isso, não tome mais do que duas xícaras dessas bebidas por dia. 

Alimentos que causam gases

Os alimentos que causam gases são os vilões para as cólicas. Eles pioram as dores do bebê e dificultam a digestão dele.

Dessa forma, evite feijão com casca, couve-flor, repolho, brócolis, batata-doce, ervilha e nabo. Além disso, consumir dois tipos de carboidratos em uma mesma refeição também proporciona as cólicas. Então, não coloque arroz e batata juntos, por exemplo.

Cuidado com os adoçantes

Adoçantes que possuem aspartame não são recomendados durante a gravidez e nem na amamentação. Portanto, é possível trocar por produtos compostos por sucralose.

Contudo, o ideal é não precisar adoçar os alimentos ou utilizar mel para isso. 

Alimentos proibidos na amamentação - leite causa alergias
Leite é um dos alimentos que mais causam alergias

Os alimentos que causam alergia

Alergia alimentar varia em cada bebê. Por isso, a principal dica para mãe é sempre ter atenção ao que comeu para, se o bebê ter alguma reação alérgica, ser mais fácil identificar o possível alimento que a causou. 

Os sintomas mais comuns das alergias são a vermelhidão e erupções na pele, coceira, prisão de ventre ou diarreia. Geralmente, eles aparecem cerca de seis a oito horas depois da mãe consumí-los. 

No entanto, as alergias mais comuns são aquelas que envolvem leite e derivados, soja, farinha de trigo, ovos, amendoim, castanhas, milho e xarope de milho.

Tenha um cardápio variado durante a amamentação

Apesar de existirem alimentos proibidos para as mulheres que amamentam, o cardápio das mães precisa ser bastante variado.

Quando há uma diversidade de frutas, vegetais, carboidratos, proteínas e outros grupos alimentares na rotina, há também maior quantidade de nutrientes, que ajudarão na saúde da mãe e do bebê.

Por isso, aposte em alimentos diversos, mas fique atenta à reação do bebê com eles.

Por fim, nos diga como está sendo a sua experiência de amamentar. Também deixe sua opinião sobre nosso conteúdo aqui nos comentários. 

0 Gostei
0 Não gostei

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *