Veja como evitar a anemia na gravidez

Anemia na gravidez

A anemia é uma doença comum na gestação, mas, mesmo assim, deve ser tratada

Durante a gravidez, o organismo da mulher trabalha por dois.Isso porque é preciso enviar nutrientes e oxigênio para o bebê, o que é feito por meio do sangue. Assim, a produção dele nessa fase é maior, mas quando não há a condição necessária para isso, surge a anemia.

Essa doença é bem comum na gravidez. Segundo o Ministério da Saúde, ela está presente em cerca de 25% das gestantes. O que a causa é a falta de ferro, o mineral responsável pela formação das hemoglobinas, que são as células sanguíneas.

Mulheres que não estão grávidas, por exemplo, precisam de 15 a 18 miligramas de ferro por dia. Já para as futuras mamães são necessárias 27 miligramas diárias. Por isso, é importante que a alimentação das gestantes tenha sempre alimentos ricos nesse nutriente. Afinal, mesmo que seja comum, a anemia, quando não tratada, pode ocasionar danos na saúde da mãe e do bebê.

Como diagnosticar

O diagnóstico da anemia é feito por um simples exame de sangue. Quando os valores de hemoglobina estão abaixo de 11 g/dL, já se considera que a paciente está anêmica.

Além disso, a doença possui como sintomas característicos a fraqueza e indisposição. Porém, a anemia dá outros sinais, como palidez, dores de cabeça, falta de apetite, zumbido nos ouvidos, tonturas, dificuldade para respirar e branqueamento das mucosas da gengiva e dos olhos. 

Tratamento para anemia com alimentos ricos em ferro
O tratamento mais comum para a anemia é consumir alimentos ricos em ferro, como o brócolis

Tratamento para anemia

O tratamento para a anemia é feito basicamente pela alimentação, com a ingestão de ferro. Por isso, é fundamental colocar no cardápio os seguintes alimentos ricos nesse nutriente:

– Carne vermelha

– Brócolis

– Couve

– Beterraba

– Espinafre

– Coentro

– Feijão

– Grão-de-bico

– Lentilha

– Uva passa

– Castanha de caju

Ademais, também é importante ingerir vitamina C. Ela é a responsável por ajudar o organismo a absorver o ferro. Os alimentos que mais possuem esse nutriente são as frutas, como a laranja, manga, goiaba, limão, abacaxi, melão, kiwi, acerola, caju e tangerina.

Tenha cuidado, porém, com a cafeína. Ela dificulta a absorção do ferro. Além do café, evite também certos tipos de chá, como o preto, verde, mate e hibisco.

Quando a anemia não consegue ser controlada apenas pela alimentação, é necessária a suplementação de ferro por meio de medicamento. Contudo, isso só deve ser feito com orientação médica.

Consequências da anemia não tratada 

A anemia aparece, geralmente, no segundo e terceiro trimestre da gravidez e é considerada uma doença simples. Entretanto, quando não tratada, ela se agrava e pode acarretar em consequências para a saúde da gestante e do bebê. 

Na mulher, a deficiência de ferro causa diminuição dos níveis cognitivos e das habilidades físicas. Já no feto, atrapalha o desenvolvimento cerebral, aumenta os riscos de parto prematuro e dificulta o ganho de peso.

Então, a qualquer sinal de anemia, relate ao seu médico. Ela saberá a melhor conduta para reverter esse problema. 

Por fim, nos conte o que achou do nosso conteúdo. Ficou alguma dúvida sobre o assunto? Deixe aqui nos comentários!

0 Gostei
0 Não gostei

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *