Entenda as causas e o tratamento da conjuntivite em bebê

Conjuntivite em bebê

É preciso identificar o tipo da conjuntivite em bebê para ter os cuidados mais adequados

A conjuntivite em bebê causa incômodos nos pequenos e preocupação nos pais. A doença é caracterizada pela inflamação na conjuntiva, a membrana que reveste os olhos e as pálpebras.

Por conta disso, a criança fica com os olhos avermelhados, lacrimejando e com secreção (que pode ser de cor amarelada ou branca). Além disso, também há coceira, inchaço e hipersensibilidade à luz. Nos bebês, o quadro se complica com febre, irritabilidade e dificuldade de comer. Esses sintomas podem estar presentes em apenas um olho ou nos dois. 

Tipos de conjuntivite em bebê

Existem três tipos de conjuntivite. O primeiro é a bacteriana, que como o próprio nome diz, é causada pela infecção por bactérias. Assim, o tratamento deve ser feito com colírios ou pomadas com antibiótico.

Já a conjuntivite viral é tratada apenas com a limpeza por gazes, água e soro fisiológico nos olhos. A doença tende a desaparecer naturalmente após uma semana.

Enquanto isso, a conjuntivite alérgica necessita de remédios anti-histamínicos ou cortisona. Ademais, é necessário manter o bebê longe do que causou a alergia. 

Banner BlogPowered by Rock Convert

Vale lembrar que todos esses tratamentos devem ser prescritos e acompanhados por um médico especialista, como o oftalmologista e o pediatra

Conjuntivite em bebê - lavar as mãos
Lavar as mãos do bebê é uma medida simples e eficaz contra a disseminação da conjuntivite

Outros cuidados

Além dos medicamentos, é preciso ter outros cuidados com a conjuntivite em bebê. O primeiro deles é manter os olhos sempre limpos. Portanto, utilize um lenço ou gaze para cada olho, umedecido com água ou soro fisiológico. Não é recomendado usar água boricada, pois há o risco de intoxicação por ácido bórico. 

Também é importante lavar as mãos e o rosto do bebê várias vezes ao dia. Outra dica que ameniza o problema e a chances de contaminação é mudar a fronha do travesseiro do pequeno todos os dias. 

É essencial ainda não levar a criança para o berçário ou creche. Dessa forma, evita-se que a doença passe para outras pessoas.

Entretanto, algo que não é recomendado é colocar leite materno nos olhos do bebê, pois não há nenhuma comprovação científica de que essa conduta é eficiente. Caso o pequeno mame, ele já irá se beneficiar dos anticorpos do leite.

Por fim, lembre-se de procurar o médico para identificar o tipo da doença e ter o tratamento mais adequado. Caso tenha restado alguma dúvida, deixe aqui nos comentários. 

Já conhece a nossa loja? É a Kid’s Brasil, o maior site de roupas importadas para bebês e crianças. Acesse: www.kidsbrasil.com.br  e confira nossos lindos modelos.

0 Gostei
0 Não gostei

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *