5 coisas que mães que não conseguem amamentar devem saber

Mães que não conseguem amamentar

Angústia, medo e tristeza costumam acompanhar as mães que não conseguem amamentar

Campanhas sobre a importância da amamentação são muito difundidas. Afinal, elas são importantes e necessárias. Contudo, as mães que não conseguem amamentar ficam esquecidas.

Isso porque pouco se fala das dificuldades da amamentação e elas são muitas. Assim, algumas mulheres se sentem sozinhas e constrangidas quando precisam dar leite em fórmula aos seus filhos. 

Por isso, caso você esteja sofrendo com esses problemas, confira abaixo o que você precisa saber:

Você já tentou o suficiente

Muitas mães que não conseguem amamentar escutam que elas são preguiçosas. Porém, é importante frisar que isso é mentira. Você já tentou o suficiente!

Provavelmente já sentiu muita dor, teve feridas nos seios e chorou muito. Você não precisa sofrer assim.

Você não é menos mãe

Infelizmente, as mães sofrem diversas pressões, como ter o “parto ideal”, cuidar do bebê de determinada forma e amamentar. Contudo, nenhuma escolha ou acontecimento faz a mulher mais ou menos mãe.

Mesmo sem amamentar, o seu amor e dedicação continuará sendo insubstituível para o seu filho.

Mães que não conseguem amamentar - o amor continua o mesmo
O vínculo e amor entre mãe e filho continuam os mesmos

O amor continuará o mesmo

Como dito no tópico acima, amamentando ou não, o amor é o mesmo. Não é uma mamadeira que irá atrapalhar o vínculo inquebrável entre mãe e filho.

Seu filho será saudável

A amamentação oferece muitos benefícios para a saúde do bebê. Porém, a falta não é uma certeza de que a criança terá vários e sérios problemas de saúde.

Filhos de mães que não conseguem amamentar também são saudáveis. Basta acompanhar o desenvolvimento do pequeno com cuidado e amor, assim como todas as mães fazem. 

Mães que não conseguem amamentar merecem cuidados

No pós-parto, todas as atenções estão no bebê. As mães, as que amamentam ou não, ficam esquecidas. Esse cenário contribui para aumentar a angústia comum nessa fase, mas também para o aparecimento de transtornos mais graves, como a depressão pós-parto.

Então, lembre-se que você também merece ser cuidada. Fique próxima de pessoas que te apoiam e respeitam suas decisões. Entretanto, fique longe daquelas que apenas julgam. Elas não irão contribuir em nada com a sua maternagem.

Fique à vontade também para nos contar tudo sobre como está sendo a maternidade para você. Nosso espaço para comentários aqui abaixo e nossas redes sociais estão à disposição. 

1 Gostei
0 Não gostei

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *