Cólica na gravidez saiba quando é normal e quando é motivo de preocupação

A cólica na gravidez acontece, principalmente, no início e no final da gestação. Há casos, porém, em que as dores indicam alguma complicação

Mulher sentada com as duas mãos ao ventre em uma referência a dor
Reprodução / Internet

A gestação é uma fase da mulher que gera muitas dúvidas e incertezas, afinal o corpo está mudando para se adaptar a nova realidade. E um dos questionamentos mais comuns na época é sobre sentir cólica na gravidez.

Aliás, saber se as dores uterinas são normais ou se são motivos de preocupação é essencial para uma gestação saudável.

Em resumo, a cólica é uma contração do útero em resposta a algum fator interno ou externo, muito comum durante o ciclo menstrual da mulher. Todavia, também pode na gestação, portanto, cólica na gravidez é normal.

Quando a cólica na gravidez é normal?

O seu corpo todo está em transformação para abrigar o bebê, certo?!Alterações nos músculos em geral, nos ligamentos, veias e principalmente, no útero acontecem a todo momento, e a dor uterina, na maioria dos casos, nada mais é do que a resposta às modificações.

A maioria das mulheres, portanto sentirá cólica na gravidez. As dores acontecem principalmente, durante as primeiras 16 semanas e a partir da 25ª semana quando se inicia o final da gestação.

Relações sexuais

Se após uma relação sexual sentir um pouco de cólica, saiba que é normal, uma vez que o sêmen contém uma substância que estimula o útero. Além disso, o próprio orgasmo pode também desencadear o desconforto.

Prisão de ventre e gases

A gravidez interfere na digestão que fica um pouco mais lenta e esta por sua vez pode favorecer ao acúmulo de gases no abdômen. Além disso, o útero pressionando o intestino reto leva a constipação que pode vir acompanhada das dores de cólica.

Ligamentos

Durante a gravidez, os ligamentos passam por uma distensão para sustentar o útero que está crescendo. Assim sendo, esse processo pode causar desconforto a gestante. Nesse caso, o recomendando é deitar em uma posição confortável a fim de aliviar a dor.

Bexiga cheia

Durante a gestação, é comum sentir mais vontade de ir ao banheiro. A sensação de estar “apertada” pode acarretar em uma pequena cólica.

Exercícios físicos

A prática de atividades físicas durante a gestação não é proibida. Ao contrário, desde que supervisionada, faz muito bem à mamãe e ao bebê.

Contudo, durante o exercício físico, a mulher pode sentir alguma cólica suave devido ao grau de esforço demandado pela atividade.

Quando se preocupar com a cólica na gravidez?

Gravidez ectópica

A gravidez ectópica ou tubária acontece quando o óvulo fertilizado se implanta fora do útero. É acompanhada de fortes dores que, normalmente, começam em um dos lados e se espalham pela barriga.

Um sangramento aguado e escuro também pode acontecer. Geralmente, a gravidez ectópica é detectada entre a 4ª e a 10ª semanas.

Deslocamento da placenta

Quando a placenta se desloca total ou parcialmente do útero, a mulher pode sentir fortes cólicas que, normalmente, vêm acompanhadas de sangramento intenso.

Infecção urinária

Corrimento e infecção urinária podem provocar o surgimento da cólica na gravidez. A mulher precisa, portanto, ficar alerta para sinais de emergência como por exemplo febre alta, dor na lombar ou na barriga, pus ou sangue na urina.

Trabalho de parto prematuro

O trabalho de parto prematuro acontece quando há contrações e dilatação do colo do útero antes das 37 semanas de gestação. Portanto, sentir fortes e ritmadas cólicas nesta fase pode ser um sinal de parto prematuro.

Aborto espontâneo

Sangramento vaginal e cólicas podem ser indícios de aborto espontâneo.

A dor não melhora

Se ao mudar a posição ou realizar alguma outra indicação médica para alívio da cólica, a dor ainda permanecer, o ideal é procurar ajuda.

Dor nas costas ou abdominal

Se vem acompanhada de náuseas, vômitos e febre pode ser indício de outras complicações.

Tontura e sangramento

Cólicas que são acompanhadas de tontura ou sangramento podem sinalizar gravidez ectópica, se a gestação ainda não tiver sido confirmada, ou até mesmo um aborto espontâneo.

Corrimento rosa

Cólica na gravidez com corrimento rosa pode indicar parto prematuro.

Contrações seguidas

Seis ou mais contrações de cólica na gravidez pelo período de uma hora podem ser alerta para um parto prematuro.

Formas de aliviar a cólica na gravidez
Mulher grávida fazendo caminhada segurando uma garrafa de água
Fazer caminhadas durante a gestação pode aliviar as cólicas na gravidez
  1. 1. Caminhe para eliminar possíveis gases;
  2. 2. Beba bastante água;
  3. 3. Levante-se e alongue-se. As cólicas tendem a ser piores quando a mulher se encontra na mesma posição por muito tempo;
  4. 4. Se preferir, deite-se na posição fetal;
  5. 5. Tome um banho morno relaxante;
  6. 6. Pergunte ao seu médico qual analgésico você pode tomar para aliviar as cólicas durante a gravidez.

 Se você já passou por alguma experiência com cólicas na gravidez não deixe de compartilhar nos comentários!

Gostou do nosso conteúdo? Então, compartilha com as mamães e futuras mamães que você conhece! Ah, e não se esqueça de nos seguir nas redes sociais.

0 Gostei
0 Não gostei

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *