Entenda como funciona a pílula do dia seguinte

Pílula do dia seguinte

A pílula do dia seguinte é eficaz, mas deve ser tomada com alguns cuidados

A pílula do dia seguinte é uma opção para as mulheres que querem evitar uma gravidez indesejada, mas que tiveram relações sexuais desprotegidas. Assim, é ideal para os casos em que a camisinha furou ou em esquecimentos do anticoncepcional. Contudo, é necessário entender como esse medicamento funciona para que ele seja realmente eficaz.

Por isso, é importante ingerir a pílula o quanto antes ou em um prazo de até 72 horas depois da relação. Quando a marca escolhida utilizar dois comprimidos, eles podem ser tomados com 12 horas de diferenças entre cada um ou juntos. 

Desse modo, quanto ingerida nas primeiras 24 horas, o medicamento tem eficácia de 98%, mas esse número diminui com o passar do tempo.

Como funciona a pílula do dia seguinte

A pílula do dia seguinte atua para inibir a ovulação. Isto é, impede a liberação do óvulo e a sua fertilização. Além disso, o medicamento também evita a formação do endométrio gravídico, a camada do útero que se forma para receber o embrião e sai pela menstruação.

Portanto, a pílula do dia seguinte não é abortiva.

Ela não interrompe a gravidez em andamento e, vale lembrar, não protege nas relações posteriores. 

Efeito colateral da pílula do dia seguinte
Dor de cabeça é um dos efeitos colaterais da pílula do dia seguinte

Cuidado com a quantidade!

A pílula do dia seguinte não pode ser usada sempre, apenas nos casos de emergência. Isso porque perde-se o efeito e, por conter muitos hormônios, aumenta os efeitos colaterais. Alguns deles são:

  • Diarreia;
  • Dor de cabeça;
  • Vômitos e náuseas;
  • Cansaço;
  • Dor abdominal;
  • Sangramento fora do período menstrual;
  • Sensibilidade nos seios;
  • Menstruação irregular.

O medicamento também não é recomendado para mulheres que amamentam, que possuem distúrbios metabólicos, insuficiência hepática e trombose venosa. 

Por isso, mesmo que não seja necessário apresentar receita médica ao comprar a pílula, ainda é importante conversar com o especialista antes de tomá-la. 

Como saber se funcionou?

O método tem 2% a 3% de chances de falha. No entanto, o orientado é perceber se a menstruação não retornou ao normal no mês seguinte da ingestão do medicamento. Assim sendo, é preciso fazer o teste de gravidez.

A mulher também deve ficar atenta nas situações em que toma antibióticos junto com a pílula ou tenha tido vômitos e diarreia em até quatro horas após a ingestão do remédio. 

Então, caso suspeite que a pílula do dia seguinte não fez efeito, procure um médico. Também converse com o especialista se há algum método contraceptivo mais adequado para você. 

Sobrou alguma dúvida sobre esse assunto? Deixe aqui nos comentários. Também nos siga nas redes sociais para receber mais dicas sobre cuidados com a saúde e maternidade.

Conheça a nossa loja! É a Kid’s Brasil, o maior site de roupas importadas para bebês e crianças. Acesse: www.kidsbrasil.com.br e confira nossos lindos modelos. 

2 Gostei
0 Não gostei

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *