Escolha do obstetra: como fazer essa decisão?

Obstetra

Decidir qual obstetra irá acompanhar a gestação exige algumas observações para que a escolha seja a mais acertada

A gestação é repleta de decisões importantes: nome do bebê, decoração do quartinho, escolha do enxoval e qual será o médico que irá acompanhar a futura mamãe durante os nove meses e no pós-parto. Esse especialista é o obstetra e a escolha dele deve ser feita com muita atenção.

Afinal, ele será um aliado para amenizar as preocupações e dúvidas. Por isso, criamos um passo a passo de como tomar uma decisão acertada.

Particular ou pelo SUS?

O primeiro fator a se analisar é se o obstetra atende pelo seu plano de saúde ou pelo sistema público, o SUS. 

Assim, você diminui a lista dos médicos disponíveis e escolhe aquele mais adequado para as suas condições financeiras. 

Contudo, é sempre importante checar se o médico é realmente especialista em obstetrícia. Para isso, faça uma pesquisa no Conselho Regional de Medicina do seu Estado.

Homem ou mulher?

Algumas mulheres preferem se consultar com ginecologistas e obstetras que também são mulheres, pois se sentem mais confortáveis com elas.

Caso você também tenha essa opinião, seleciona as obstetras da sua cidade e marque consultas para conhecê-las melhor e fazer sua decisão.

O que observar na escolha do obstetra
O obstetra deve ser atencioso e responder todas as suas dúvidas

Seu obstetra responde as suas dúvidas?

Mesmo após escolher o obstetra, você ainda deve analisar algumas questões para notar se o profissional realmente te agrada. 

O primeiro item a observar é se o médico ou médica responde as suas dúvidas. O especialista deve ser atencioso, educado e entender que é normal os futuros pais terem várias preocupações.

Não faça seu pré-natal com um obstetra que não seja respeitoso com você.

Concorda com a sua escolha de parto?

Outro item muito importante é o obstetra concordar com a sua escolha de parto. Caso você queira um parto normal, por exemplo, não escolha um médico que, logo na primeira consulta, fale que você deve ter uma cesárea.

É claro que o parto deverá ser o mais adequado para a sua saúde e a do bebê. Porém, você e o médico devem conversar para decidir qual o melhor tipo de nascimento e, não, ser algo imposto a você. 

Atende na maternidade que você escolheu?

Você também deve analisar se o obstetra realiza partos na maternidade que você escolheu. Isso porque alguns profissionais fazem os procedimentos apenas nos hospitais em que eles também têm consultórios.

Portanto, escolha o médico que não tenha essa restrição e possa fazer o seu parto na maternidade que você optou

Não tenha medo de mudar

Muitas mulheres continuam realizando suas consultas de pré-natal com um médico que não gostam porque possuem medos de mudar de profissional. Com isso, permanecem inseguras e chateadas durante toda a gravidez.

Portanto, não tenha medo de trocar. Procure um obstetra com quem você se sente segura e acolhida. Até mesmo sua saúde física e mental irão melhorar. Somente não se esqueça de contar sobre tudo da sua gravidez ao novo médico. 

E quais são as suas experiências com a escolha do obstetra? Compartilhe com a gente aqui nos comentários!

0 Gostei
0 Não gostei

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *