Conheça as mais importantes vitaminas na gravidez

chá_de_gravidez_vitaminas_na_gravidez

As vitaminas na gravidez desempenham funções no desenvolvimento do bebê e na regulação do organismo da mãe

As vitaminas são nutrientes que devem estar na alimentação de todas as pessoas, mas se tornam ainda mais essenciais na gravidez. Elas serão responsáveis por manter a boa saúde da mãe e ajudar no desenvolvimento do bebê. Por isso, fizemos uma lista com as mais importantes vitaminas na gravidez. Confira:

Vitamina A

A vitamina A participa de diversos processos no desenvolvimento do bebê. Ela auxilia na produção das células, no aparelho circulatório e também nos sistemas cardíaco e digestivo.

Você pode encontrar esse nutriente na cenoura, na batata-doce, na manga, na acelga, no brócolis, no tomate, na beterraba, no abacate, no melão, na ameixa, nos ovos, e no leite de vaca integral, entre outros alimentos. 

Vitaminas do complexo B

O complexo B, que inclui as vitaminas B1, B2, B3, B6, B9 e B12 ajudam na criação de novas células, algo essencial para as grávidas.

A B6, por exemplo, auxilia nas células sanguíneas. Já a B12 tem função no bom desenvolvimento do sistema nervoso do feto.

Assim, coloque no cardápio vegetais variados, carne vermelha, peixe, grãos integrais e leite. 

Vitaminas na gravidez - vitamina B9 no espinafre
O espinafre é rico na vitamina B9, que ajuda no desenvolvimento do sistema neurológico do bebê

Atenção especial para a vitamina B9 na gravidez

Umas das mais fundamentais vitaminas na gravidez é a B9, também conhecida como ácido fólico. Ela deve ser ingerida até mesmo pelas tentantes antes de engravidar.

Toda essa importância está no fato de que é ela que ajudará na formação do tubo neural e no consequente sistema nervoso. Tudo isso se inicia logo nas primeiras duas semanas de gestação. 

Assim, a vitamina B9 evita a anencefalia (nascimento do bebê sem o cérebro), hidrocefalia acúmulo de fluídos no crânio) e espinha bífida (o não desenvolvimento adequado da medula espinhal), entre outros problemas que podem causar a morte da criança ou diminuir a expectativa de vida dela. 

Por isso, consuma espinafre, aspargo, couve, brócolis, beterraba, couve de bruxelas, salsinha, gema de ovo, feijão, amendoim, lentilha e soja. 

Vitamina C

A vitamina C trabalha na produção de novos tecidos. Além disso, ela ajuda na absorção do ferro, o mineral responsável por prevenir e combater a anemia, uma doença comum na gravidez. 

Portanto, não se esqueça de consumir laranja, limão, manga, goiaba, abacaxi, melão, kiwi, morango, acerola, caju, tangerina, tomate, brócolis, espinafre, aspargos, couve, repolho, rúcula e agrião.

Vitamina D

A vitamina D auxilia na absorção de cálcio. Com isso, ela também é responsável pelo bom desenvolvimento dos ossos e dos futuros dentes do bebê.

Então, coma salmão, sardinha, fígado bovino, ovos, iogurte natural e queijo cheddar. Outra forma de obter esse nutriente é pelo banho de sol por, ao menos, 15 minutos diários sem protetor solar. Dessa forma, a vitamina será melhor sintetizada pelo organismo. 

Vitamina E

A deficiência de vitamina E na gravidez pode aumentar os riscos de pré-eclâmpsia, uma condição em que a pressão arterial materna sobe descontroladamente e, assim, há o risco de morte da mãe e do bebê. 

No entanto, o recomendado é ingerir essa vitamina de forma natural pela alimentação, uma vez que o excesso dessa substância pode aumentar as chances de hemorragia.

Logo, coma acelga, brócolis, abóbora, espinafre, salmão, bacalhau, manga, amora, abacate, óleo de amêndoa, avelã e nozes. 

Suplementos de vitaminas na gravidez
Não é recomendado tomar suplementos de vitaminas na gravidez

Cuidado com os suplementos alimentares

Como mencionado anteriormente, o excesso de algumas vitaminas na gravidez pode causar o efeito contrário ao desejado e prejudicar a saúde da mãe e do bebê. 

Assim sendo, não consuma nenhum suplemento de vitaminas sem a orientação do seu médico. Ele saberá, por meio de exames, quais os nutrientes você precisa ingerir mais e irá te orientar sobre a melhor forma de fazer isso. 

Por fim, deixe aqui nos comentários a sua opinião sobre nosso conteúdo. Também nos siga nas redes sociais para ficar por dentro de tudo do mundo da maternidade. 

3 Gostei
0 Não gostei

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *