Licença amamentação: entenda o que é e como funciona

chá_de_gravidez_licença_amamentação

Licença amamentação é uma forma de manter o aleitamento materno exclusivo até que o bebê complete seis meses de idade

A orientação mais comum quando o assunto é amamentação é a de que o bebê consuma apenas o leite materno até completar seis meses de idade. Contudo, um fator social pode impedir isso: a volta da maioria das mães ao trabalho apenas quatro meses após o parto. Então, para amenizar esse problema existe a chamada “licença amamentação”.

Trata-se de dois períodos de 30 minutos cada, durante a jornada de trabalho, em que mulher pode se ausentar de seus afazeres para amamentar o filho até que ele tenha seis meses. Essa lei está descrita no artigo 396 da Consolidação da Leis do Trabalho (CLT). 

Com ela, o bebê continua usufruindo de todos os benefícios do aleitamento materno. Porém, alguns ajustes feitos pelas empresas podem fazer com que a licença amamentação perca seu objetivo.

Diminuir uma hora da jornada de trabalho

Muitas vezes por conta da logística, a mulher e seu empregador fazem acordos em que ela pode sair do trabalho uma hora mais cedo do que os demais trabalhadores ou chegar uma hora mais tarde. Sendo assim, somaria os intervalos de 30 minutos garantidos pela licença amamentação. 

Essa conduta é aceita pela lei, mas perde-se o incentivo à amamentação, pois o bebê continuará o dia inteiro sem mamar no seio da mãe.

Licença amamentação: retirar o leite para oferecer ao bebê
Retirar e armazenar o leite materno é o ideal para o bebê continuar mamando após a mãe retornar ao trabalho

Sem licença amamentação e 15 dias a mais em casa

Outra forma utilizada para lidar com a volta ao trabalho da mãe é: ao invés de oferecer a licença amamentação, a mulher fica mais 15 dias em licença-maternidade. Isso se dá pela somas de todos os períodos de 30 minutos que ela teria até o bebê completar seis meses.

Entretanto, essa forma não é aceita pela legislação. Ela só ocorre quando a mulher apresenta um atestado médico solicitando a permanência dela em tempo integral com o filho. 

Como continuar a amamentação após o fim da licença-maternidade

A maioria das mulheres tem direito a uma licença-maternidade com duração de quatro meses. Por isso, é preciso adaptar a rotina para que o bebê continue mamando exclusivamente até os seis meses de vida.

A solução mais comum é a retirada e armazenagem do leite materno. A mãe pode fazer a ordenha de forma manual ou com a utilização de bombinhas elétricas disponíveis no mercado.

Em seguida, o leite deve ser guardado em potes de vidro esterilizados e congelados. Enquanto a mãe está no trabalho, ele será oferecido ao bebê. 

Quando a criança completa os seis meses, inicia-se a introdução alimentar. Todavia, isso não significa que a amamentação deve acabar. A Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda que o aleitamento materno deve continuar até, pelo menos, os dois anos de idade. Por isso, papinhas e leite podem ser conciliados

Por fim, nos conte qual a sua principal dúvida sobre licença amamentação. Você já sabe o que vai fazer quando precisar voltar ao trabalho? 

0 Gostei
0 Não gostei

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *