Entenda o que é diástase e como tratar

Diástase

Logo após a gravidez, muitas mulheres sofrem com a diástase, mas o problema tem tratamento

A diástase é uma condição que pode afetar qualquer pessoa, mas é mais comum em mulheres logo após a gravidez. Ela é caracterizada pelo afastamento dos músculos abdominais e do tecido conjuntivo, o que faz com que haja maior volume na região da barriga.

A gravidade da situação varia, podendo chegar até 10 centímetros de espaço entre cada músculo. Contudo, a diástase não é apenas uma questão estética. A falta de tratamento gera dor lombar, prisão de ventre, incontinência urinária e maior probabilidade de desenvolver hérnia (quando um órgão ou tecido se desloca de seu lugar).

Como identificar 

A diástase pode ser identificada ao sentir a região abaixo do umbigo mole e flácida, inclusive ao levantar peso, espirrar ou tossir.

Entretanto, há também outra tática para observar o problema: deitar de barriga para cima e pressionar o dedo indicador e médio dois centímetros abaixo do umbigo. Após, é preciso contrair o abdômen, como no exercício abdominal. Em situações normais, os dedos farão o movimento para cima. Já quando há a diástase, esse deslocamento não existe e é possível até mesmo colocar mais dedos lado a lado. 

Fatores de risco para desenvolver diástase
Dar à luz a bebês grandes aumenta os riscos de diástase

O que pode causar a diástase

Ganhos de peso, como na gravidez, são os principais causadores da diástase. Todavia, há outras situações que aumentam as chances do problema surgir. Por exemplo, gestações de gêmeos ou mais bebês, engravidar após os 35 anos, dar à luz a um bebê com mais de quatro quilos e ter filhos em períodos próximos um do outro.

Tratamentos

Os principais tratamentos que envolvem a diástase são exercícios físicos, que podem ser feitos em casa, ou fisioterapia.

Entretanto, em casos mais graves, a cirurgia é necessária. Assim, por meio da abdominoplastia, o médico retira a gordura em excesso da região abdominal e costura os músculos do local. 

Porém, com alguns hábitos é possível amenizar a diástase. O principal é manter uma boa postura, seja em pé ou deitada. Além disso, é necessário evitar dobrar o corpo para a frente. 

Assim, quando for recolher algum objeto no chão, dobre as pernas e abaixe o corpo, sem curvar o abdômen. Já quando for trocar a fralda do bebê, opte por superfícies altas, para não precisar se inclinar.

Em todo caso, com diástase leve ou grave, procure um médico para que a melhor solução para o problema seja avaliada por um especialista. Caso tenha restado alguma dúvida, também deixe aqui nos comentários e logo iremos responder.

Já conhece a nossa loja? É a Kid’s Brasil, o maior site de roupas importadas para bebês e crianças. Acesse: www.kidsbrasil.com.br  e confira nossos lindos modelos.

1 Gostei
0 Não gostei

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *