O que é a gravidez química e quais os sintomas?

Para as tentantes, o diagnóstico de gravidez química é desolador

Médica atendendo uma paciente que foi diagnosticada como gravidez química

Algumas mulheres que tentam engravidar podem sofrer com a gravidez química. Um fato triste, e muitas vezes desolador para as tentantes, devido a falsa expectativa que gera.

Ao fazer os exames de sangue Beta HCG e o teste de farmácia é detectado o positivo para a gestação. No entanto ao repeti-los, os resultados são diferentes.

A gravidez química ocorre quando o zigoto, ou seja, o óvulo fecundado é mal implantado no útero ou não evolui.

Como não evolui, o zigoto é eliminado do corpo da mulher, por meio da menstruação, ou seja, a descamação do endométrio. Contudo, existem casos em que a tentante nem percebe que teve uma gravidez química. Alguns médicos chamam este quadro como micro aborto.

Sintomas da gravidez química

Certos fatores podem indicar uma gravidez química. Dentre eles, logo após
um período curto de atraso menstrual, a menstruação fica mais longa, é mais vermelha, em maior quantidade e mais intensa que o normal.

Outro sintoma é que ao fazer o exame de sangue, um quantidade pequena de HCC aponta para um resultado negativo, enquanto o de farmácia indica um positivo.

No caso da gravidez química, a mulher nem sequer apresenta sintomas relacionados a gravidez, uma vez que ela acontece no que seria os primeiros dias da gravidez, onde acontece a implantação do óvulo.

Causas da gravidez química

Mulher deitada com uma bolsa no abdômen
Traumas abdominais podem ser apontados como causas da gravidez química
Imagem: Freepik

Apesar de não existir causas definidas para este estado de gravidez, fatores como seleção natural, infecções, traumas abdominais ou deficiência hormonal são apontados como desencadeadores da gravidez química.

Para evitar a manifestação, portanto são apontados alguns cuidados básicos próprios da gravidez. Dentre eles, alimentação saudável, higiene pessoal e cuidados ao realizar atividades físicas.

Tratamento

O tratamento da gravidez química é feito pelo próprio organismo, por isso, a mulher apresenta uma menstruação mais longa.

Há situações, no entanto, que os médicos solicitam a realização de uma raspagem ou curetagem para remoção de resíduos que possam prejudicar tanto a mulher quanto um futuro bebê.

Uma preocupação após a gravidez química é se será possível engravidar novamente. Quanto a isso, o ideal é esperar um prazo para a recuperação completa do útero, para então tentar uma gravidez saudável.


Gostou do nosso conteúdo e quer colaborar com a gente? Então, deixe abaixo seu comentário. Ah, e não se esqueça de compartilhar nossas matérias com as mamães e futuras mamães que conhece.

4 Gostei
0 Não gostei

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *