Entenda o que significam os graus de placenta

Graus de placenta

Graus de placenta mostram o quão maduro está o órgão

Além de todas as emoções contidas nos nove meses, a gestação também inclui diversos termos médicos no dia a dia das mamães. No meio deles estão os “graus de placenta” ou “placenta calcificada” que, além de gerarem dúvidas, também causam preocupação.

Contudo, não há motivos para desespero. Não se trata de uma doença e, sim, de algo natural: é apenas a maturação da placenta ou envelhecimento dela, mas que não costuma gerar nenhum problema para o bebê.

E o que é a placenta?

Mesmo muito mencionada nas consultas de pré-natal, pode ainda ser um pouco difícil entender o que realmente é a placenta. Ela é o órgão responsável por repassar os nutrientes e oxigênio ao feto.

Então, ela é formada logo nos primeiros estágios da gravidez e se desenvolve com o bebê, saindo apenas após o parto.

O que significam os graus de placenta

Existem três graus de placenta: 0, 1, 2 e 3. Esses números evoluem com o decorrer das semanas de gestação. Portanto, o mais comum é que as mudanças ocorram nesses seguintes períodos:

0: da 1º semana a 18ª semana;

1: da 19ª semana a 29ª semana;

2: da 30ª semana a 38ª semana;

3: a partir da 39ª semana.

Assim, a placenta com grau 3 é considerada um pouco “velha”, mas, quando não há nenhum outro problema se saúde, pode nutrir o feto tão bem quanto no início da gravidez.

Vale lembrar também que essas datas variam de acordo com a mulher. O mais importante é sempre checar com o seu médico se está tudo bem com você e com o seu bebê.

perigos dos graus de placenta
Os graus de placenta podem indicar algum perigo apenas quando estão relacionados a outros problemas de saúde

Trabalho de parto

A placenta de grau 3 indica que a gestação está na reta final. Entretanto, ter uma placenta de grau 2 antes da 30ª semana, por exemplo, não quer dizer que há risco de trabalho de parto prematuro.

São diversos os fatores que influenciam no nascimento, como a maturidade dos pulmões do bebê e a quantidade de líquido amniótico, entre outros. 

Já o trabalho de parto prematuro pode ser acarretado por vários outros problemas de saúde.

O que acarreta no envelhecimento precoce da placenta

Apesar da maturação da placenta ser algo normal, alguns fatores podem fazer com que esse processo ocorra de forma precoce. Os mais comuns são:

A placenta calcificada representa algum perigo?

Como já dito anteriormente, o envelhecimento ou calcificação da placenta é um processo normal. Contudo, o sinal de alerta está quando o bebê não cresce de acordo com a idade gestacional.

Por isso, é extremamente importante manter as consultas regulares com o obstetra. O profissional irá verificar quando algo não está bem e poderá intervir a tempo para garantir a sua saúde e a do bebê. 

Caso tenha restado alguma dúvida, deixe aqui nos comentários e logo nós iremos te responder.

Já conhece a nossa loja? É a Kid’s Brasil, o maior site de roupas importadas para bebês e crianças. Acesse: www.kidsbrasil.com.br  e confira nossos lindos modelos.

2 Gostei
0 Não gostei

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *