Aprenda como conciliar papinha de bebê e amamentação

chá_de_gravidez_papinha_de_bebê_amamentação

A amamentação deve ser mantida mesmo após a introdução da papinha de bebê na rotina

Quando o bebê completa seis e meses e chega a fase da introdução alimentar, algumas mamães ficam com dúvidas sobre como conciliar a papinha de bebê e o leite. No entanto, o essencial é lembrar que a amamentação deve continuar até os dois anos do pequeno ou mais, segundo recomendação da Organização Mundial da Saúde (OMS).

Assim, a livre demanda de leite materno (ou fórmula) deve ser mantida, caso você seja adepta desse modo de amamentar. As papinhas de bebê, então, devem ser oferecidas em horários fixos, como as refeições dos adultos.

Confira as orientações para cada idade:

Papinha de bebê e amamentação aos 6 meses de idade

Aos seis meses, o bebê deve consumir a papinha três vezes ao dia. No almoço, uma papinha salgada e, no jantar e no lanche da tarde, papinha de frutas. O leite é oferecido sempre que o bebê sinta fome.

Papinha de bebê e amamentação aos 7 meses de idade

A partir dos sete meses de idade, o bebê passa a consumir papinhas salgadas duas vezes ao dia: no almoço e no jantar. As papinhas de frutas podem ficar para os lanches de manhã e tarde. A amamentação deve continuar por livre demanda ou nos horários fixados anteriormente.

Retire e armazene o leite

A introdução de papinha de bebê na alimentação dos pequenos coincide, muitas vezes, com a volta ao trabalho das mães. Assim, a menor demanda por leite e o maior tempo afastado do bebê geram a necessidade da retirada do leite materno, também chamada de ordenha.

Isso é importante para que a produção do leite não seja interrompida após o tempo sem amamentar.

Desse modo, o leite materno pode ser armazenado na geladeira por até 12 horas. No freezer, pode ficar congelado por até 15 dias. Para descongelá-lo, o ideal é fazer por meio de banho-maria.

A papinha de bebê não deve ser substituída pelo leite.

Não trocar a papinha de bebê pelo leite

Alguns bebês podem ter dificuldades na introdução alimentar e preferir a amamentação. Afinal, já estão acostumados com o sabor do leite e com o movimento de sucção. Contudo, deve-se entender a importância da introdução de outros alimentos na rotina a partir dos 6 meses. Eles são essenciais para o desenvolvimento da criança, pois irão oferecer os nutrientes necessários para cada idade.

Assim, uma das dicas é que a introdução alimentar seja feita de maneira gradual. Isso permitirá que o bebê se acostume com os gostos das papinhas. Além disso, a família deve tornar o momento da refeição divertido. Nada se forçar o pequeno a comer mais do que ele deseja ou brigar porque ele se sujou.

Por fim, não amamente ou ofereça o leite cerca de uma hora antes da refeição com a papinha de bebê. Dessa forma, o apetite da criança não diminuirá.

O que você achou das nossas orientações? Conte para a gente aqui nos comentários. Também não deixe de nos seguir nas redes sociais para ficar por dentro de tudo do mundo da maternidade.

1 Gostei
0 Não gostei

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *