Facilite a preparação da papinha de bebê com dicas simples

chá_de_gravidez_papinha_de_bebê_dicas

Para conciliar a rotina agitada e a introdução alimentar, algumas táticas tornam mais fáceis a preparação da papinha de bebê

Seu bebê completou 6 meses e chegou o momento da introdução alimentar. Contudo, fazer a papinha de bebê pode não ser uma tarefa tão fácil, principalmente para as mamães de primeira viagem.

Para desmistificar isso, separamos algumas dicas principais para a hora de preparar a papinha do bebê. O mais importante é que essas orientações focam na praticidade, mas sem deixar de lado o bem-estar do pequeno.

Confira:

Muito planejamento para preparar a papinha de bebê

Para adaptar a introdução alimentar com a rotina agitada dos pais, o ideal é ter planejamento. Faça uma lista das receitas de papinha de bebê que você irá fazer na semana e, assim, identifique quais os ingredientes precisará. Com isso, você economiza nas viagens ao supermercado e poupa tempo!

Além disso, o planejamento evitará que falte ingredientes para fazer as papinhas de bebê caseiras ou que sobre muito e não caiba na sua geladeira.

Vale lembrar que é possível congelar as papinhas, desde que em frascos limpos e bem fechados.

Papinha de bebê não requer utensílios específicos

Mamães, não é preciso correr para a loja de panelas e comprar várias só porque começou a fase da  introdução alimentar. A preparação da papinha de bebê pode ser feita com os mesmos utensílios utilizados para as refeições da família.

Porém, é importante contar que a panela de pressão será sua aliada. Como os alimentos precisam ficar bem molinhos para serem amassados na papinha, esse tipo de panela irá cozinhar os ingredientes mais rápido.

Outro “amigo” na hora de preparar a papinha é o amassador de batatas. Ele facilita a finalização da papinha. No entanto, caso você não tenha um, um garfo também faz o mesmo trabalho.

Higienizar os alimentos que irão na papinha

Essa parte é fundamental: higienize bem os alimentos. Assim, você evitará que seu bebê contraia doenças. Para isso, deixe os ingredientes de molho em água e hipoclorito de sódio (a substância é vendida em supermercados e farmácias).

Para as frutas, lave-as com uma escovinha, mesmo que depois vá descascá-las. Ademais, também não se esqueça de utilizar água filtrada durante toda a preparação da papinha de bebê.

Por fim, opte sempre que puder pelos alimentos orgânicos. Eles são mais saudáveis por não conterem agrotóxicos.

Aproveite os ingredientes da papinha de bebê para a alimentação da família

As regras são: praticidade e otimização de tempo. O significado disso é aproveitar alguns alimentos que irão compor a papinha de bebê e usá-los em pratos da refeição do restante da família.

Por exemplo, o caldo do cozimento do frango do bebê pode ser usado na preparação do arroz. Já parte da carne que é desfiada para o pequeno, pode ser consumida em pedaços maiores pelos adultos.

papinha de bebê - dica colaboração

Exercite a colaboração ao fazer a papinha de bebê

Algo bastante esquecido, mas que é essencial em todas as etapas da vida da criança: a colaboração de outros membros da família. Divida as tarefas com o marido, mãe, pai e/ou filhos mais velhos.

Outra pessoa pode ir às compras no supermercado. Já o bebê pode ficar aos cuidados de alguém enquanto você prepara as papinha da semana. Lavar as louças também pode ser a responsabilidade de outra pessoa. Assim, com as tarefas divididas e todos colaborando, a fase da introdução alimentar se torna mais leve e fácil.

Mais dicas para papinha de bebê

Uma das orientações mais dadas pelos especialistas é a de criar uma rotina na hora da refeição do bebê. O foco do momento deve ser todo na papinha. Por isso, nada de alimentar o pequeno com a televisão ligada, pois pode desviar a atenção dele e, nisso, o pequeno não “captar” todos os sabores e texturas.

Para as mamães essa dica da atenção também é válida. Foque nas reações do seu bebê com a comida. Dessa forma, você irá perceber do que ele gosta mais e também não perderá nenhuma caretinha fofa que ele fizer.

No entanto, quando o seu filho parar de comer, não force mais comida! Os bebês ingerem a quantidade de alimentos até se sentirem satisfeitos. Também não troque a papinha pelo leite para que ele não entenda que sempre poderá voltar ao que já estava acostumado.

Por fim, deixe que ele se suje. É benéfico que o bebê pegue na comida, mesmo que você não use o método BLW. Dessa maneira, ele conhecerá as formas, texturas e cores de cada alimento, além de se divertir.

Gostou das nossas dicas? Comente aqui o que você achou e compartilhe com as amigas que também são ou serão mamães.

0 Gostei
0 Não gostei

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *