Conheça as principais causas da hemorragia no parto

Hemorragia no parto

A hemorragia no parto assusta as gestantes, mas com acompanhamento de uma boa equipe médica, é possível reverter o problema

O nascimento do bebê é o momento esperado durante toda a gravidez. Contudo, isso não impede que a futura mãe seja tomada por medos sobre o que terá que enfrentar neste dia. A possibilidade de ter uma hemorragia no parto, por exemplo, é uma das situações que causa aflição.

Afinal, este é um dos principais fatores que gera morte materna. Porém, é importante lembrar que todo parto tem sangramento, o problema é quando é excessivo. O tipo de nascimento, se é normal ou cesárea, também não interfere no aumento das chances de ter essa complicação. 

Hemorragia no parto cesária
Um corte maior na cesárea por causar hemorragia

Causas da hemorragia no parto

Durante o nascimento do bebê, as causas mais comuns que podem gerar sangramento anormal são: placenta prévia, quando ela está situada na parte mais baixa do útero; descolamento de placenta; gravidez de gêmeos; bebê muito grande; e trabalho de parto demorado. 

Além disso, algumas atitudes da equipe de saúde podem provocar a hemorragia no parto, como maiores cortes na incisão da cesárea e na episiotomia. 

No pós-parto

A principal causa de sangramento excessivo após o nascimento do bebê é a chamada “atonia” uterina. Isto é, quando o útero não consegue se contrair para começar o processo de voltar ao seu tamanho normal. Nessas situações, o médico deve massagear o órgão até que ele volte a ter os movimentos de contração.

Assim, considera-se hemorragia quando a mulher perde mais de 500 ml de sangue após o parto normal ou mais de 1.000 ml após a cesárea. 

A recuperação

Após sangramento excessivo durante ou depois do parto, a mulher costuma ter anemia. Dessa forma, o tratamento mais prescrito é a ingestão de suplementos de ferro, além de manter uma alimentação saudável. Em casos mais graves, são indicadas transfusões de sangue. 

O acompanhamento médico para tratar as consequências da hemorragia deve continuar por algum tempo após o nascimento do bebê. Entretanto, é importante que a mulher fique atenta a alguns sinais de alerta que exigem que ela retorne ao hospital. São eles: febre, intensa dor abdominal, fraqueza extrema e desmaio. 

Portanto, é essencial relatar todos os sintomas ao especialista. Ele saberá quando intervir e o melhor procedimento para cada caso.

Por fim, nos diga se restou alguma dúvida sobre esse assunto. Também compartilhe o conteúdo com outras futuras mamães.

Conheça a nossa loja! É a Kid’s Brasil, o maior site de roupas importadas para bebês e crianças. Acesse: www.kidsbrasil.com.br e confira nossos lindos modelos. 

0 Gostei
0 Não gostei

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *