Entenda quando oferecer água para o bebê

Água para o bebê

A quantidade e momento certo de oferecer água para o bebê dependem de alguns fatores

Principalmente em épocas quentes, muitas mamães ficam preocupadas sobre oferecer ou não água para o bebê. Esse assunto possui algumas variações de acordo com a forma como o bebê se alimenta, seja somente com leite materno ou com fórmula, por exemplo. 

Portanto, veja o que fazer em cada caso:

Bebês que somente mamam leite materno

Bebês que são amamentados exclusivamente até os seis meses de idade não precisam beber água. Isso porque o leite materno oferece a quantidade de hidratação suficiente para os pequenos.

Até nos dias muito quentes não é necessário ofertar água para o bebê. Nesses casos, os pequenos costumam pedir mais para mamar.

Água para o bebê após a introdução alimentar

Quando o bebê completa seis meses de idade, inicia-se a introdução alimentar. É nessa etapa que começa a ser necessário oferecer água. A quantidade orientada é de 30 a 40 ml para cada quilo da criança. 

Assim, além de hidratar, a água também irá ajudar no funcionamento do intestino. Afinal, o sistema digestivo precisa se reajustar para digerir os novos alimentos.

Contudo, é preciso ter cuidado sobre como oferecer a água para o bebê. O mais indicado é por meios dos copos de transição, que possuem bicos adequados para que o pequeno não confunda com o seio da mãe e atrapalhe a amamentação. 

Água para o bebê que toma leite em fórmula
Deve-se seguir a quantidade de água orientada na embalagem do leite em fórmula

Água para bebês que tomam leite em fórmula

Para os bebês que tomam leite em fórmula, há várias orientações sobre a ingestão de água. Alguns pediatras afirmam que não é necessário outro líquido até os seis meses, pois já é colocada água no leite.

Todavia, outros profissionais alertam que esse tipo de produto contém muito sódio. A água, então, é necessária para amenizar a sobrecarga que os rins têm ao processar essas substâncias. 

Porém, o que é consenso é não colocar mais água do que o recomendado na receita do leite em pó. Isso porque pode dificultar a digestão do bebê.

Já quando a criança começar a introdução alimentar, a recomendação da quantidade de água é a mesma da mencionada anteriormente.

Por fim, é importante sempre pedir a orientação do pediatra. Ele saberá o que é mais adequado para as condições de saúde do seu filho.

Ficou alguma dúvida sobre esse assunto? Conte aqui abaixo nos comentários. Também nos siga nas redes sociais para receber mais dicas do mundo da maternidade.

0 Gostei
0 Não gostei

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *